home > associados

ASSOCIADOS

MRA ganha nova forma no Norte e Nordeste do Brasil

A sociedade de advogados portuguesa Miguel Reis & Associados (MRA) ganhou uma nova forma no Norte e no Nordeste do Brasil. Após anunciar a criação da MRA Alliance, reunindo escritórios parceiros, a MRA informou que "estão negociação novas adesões, com o objectivo de estreitar a malha da rede".

O projecto MRA Alliance ganha nova forma no Norte e no Nordeste do Brasil onde tem escritórios qualificados cobrindo as principais cidades. A MRA Alliance é uma aliança de escritórios parceiros da sociedade de advogados Miguel Reis & Associados e tem como objectivo a criação de condições para a prestação de serviços jurídicos em conformidade com os padrões de qualidade internacionais  com as economias que as parcerias permitem.

"Estão em negociação novas adesões, com o objectivo de estreitar a malha da rede, de forma a que possamos responder a qualquer solicitação dos nossos clientes em qualquer lugar do Brasil, sem necessidade de deslocações inúteis", informou a MRA em sua última newsletter.

Entretanto, o escritório da MRA em Fortaleza estabeleceu uma parceria com uma empresa de mediadores e consultores imobiliários local, visando a redução do risco dos nossos clientes que adquirem imóveis no Ceará.

A Madalena Imóveis, dirigida por Madalena Oliveira e Jorge Smith, elabora laudos de avaliação imobiliária, actua na mediação da compra e venda de imóveis e presta serviços de pesquisa de imóveis com as características pretendidas pelos clientes. "Para além desses serviços, a MI  passará a gerir a colocação no mercado da locação dos imóveis cuja administração nos é confiada", revelou a MRA.

A MRA Alliance - a aliança da MRA com os seus parceiros - tem um novo sítio e vai ter, a breve prazo, edições em francês e inglês. O sítio é uma plataforma de encontro entre os escritórios aliados na que é já a maior aliança de advogados dos países de língua portuguesa. As relações Portugal-Brasil são predominantes, sendo que isso decorre da própria natureza das coisas. Porém, a rede vai alargar-se a breve prazo na Europa e nos países africanos.

Fonte: Miguel Reis & Associados