home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

13/03/2017

Exportações disparam quase 20% em janeiro. Importações sobem ainda mais

O enorme número de dias úteis no primeiro mês de 2017 permitiu um dos melhores resultados de sempre no comércio internacional português.

O mês de janeiro foi um dos mais fortes de que há registo para as exportações e importações portuguesas.

Em apenas um mês, as trocas de Portugal com o exterior registaram variações impressionantes, com uma ajuda crucial do calendário: janeiro deste ano teve mais dois dias úteis do que dezembro e do que janeiro de 2016.

"Em janeiro de 2017, as exportações e as importações de bens registaram variações homólogas nominais de, respetivamente, +19,6% e +22,3% (+12,0% e +13,0% em dezembro de 2016, pela mesma ordem). Excluindo os Combustíveis e lubrificantes, as exportações cresceram 17,1% e as importações 14,6% (respetivamente +9,2% e +9,5% em dezembro de 2016)", revela o Instituto Nacional de Estatística em comunicado oficial divulgado esta manhã.

"No trimestre terminado em janeiro de 2017, as exportações e as importações de bens aumentaram respetivamente 12,9% e 14,3% face ao período homólogo."

O défice comercial foi de 941 milhões de euros, um agravamento de 252 milhões em relação a janeiro do ano passado; a variação deve-se ao crescimento das importações ter sido mais rápido do que o aumento das exportações.

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com/economia/756790/exportacoes-disparam-quase-20-em-janeiro-importacoes-sobem-ainda-mais



NOTÍCIAS RELACIONADAS
20/04/2018
Presidente da República quer finanças públicas saudáveis “ao serviço das pessoas” [Portugal]
20/04/2018
Portugal foi exemplar nas reformas que permitem crescimento atual
20/04/2018
Human Rights Watch elogia Portugal por vencer a crise sem rejeitar a democracia
20/04/2018
Moody’s e DBRS podem 'mexer' hoje no rating de Portugal
20/04/2018
Portugal com 3.º maior crescimento na taxa de emprego entre os 20 e 64 anos em 2017
19/04/2018
Bolsa de Lisboa fecha em alta ligeira em linha com mercado europeu