home > notícias

MUNDO

09/01/2018

Professor vencedor de edital cultural da Unifor visita exposição em Lisboa

O edital cultural “Unifor e Você em Lisboa” premiou um professor e uma aluna da universidade com uma viagem à capital portuguesa para visitar a exposição “Modernismo Brasileiro na Coleção da Fundação Edson Queiroz”, em cartaz desde o último mês de outubro no Museu Coleção Berardo, o mais visitado de Portugal. “Nós queríamos dar a oportunidade à comunidade universitária de visitar esta exposição. Então surgiu a ideia do prêmio. Era criar uma frase que definisse a exposição. Abrimos para duas categorias – professores e alunos – e tivemos mais de 150 participações”, revela o professor Randal Pompeu, Vice-Reitor de Extensão e Comunidade Universitária da Unifor.

Os textos foram avaliados por comissão julgadora formada por representantes da Fundação Edson Queiroz, do Museu Coleção Berardo, especialistas em arte e membros da Academia Cearense de Letras. O primeiro dos dois vencedores a viajar é o professor Flávio Moreira Gonçalves, que leciona no curso de Direito da Universidade de Fortaleza há 18 anos. É a primeira vez que o professor visita Portugal. “Era um sonho de criança conhecer a terra dos nossos ancestrais. Resolvi fazer a frase, mas sem nenhuma pretensão, e acabou sendo o texto escolhido, o que me deixou muito feliz”, conta Flávio. A aluna Zara Castro, do primeiro semestre de cinema e audiovisual, visitará a exposição nos dias 25 e 26 de janeiro.

O professor pode ver de perto obras de Cândido Portinari, Di Cavalcanti, Anita Malfatti e de outros 40 nomes da arte brasileira em visita guiada exclusiva, conduzida por um historiador da equipe do Museu. Os traços e intenções dos artistas impressionaram Flávio, que garante que vai partilhar a experiência com os colegas de trabalho e alunos. “Gostaria muito que os meus colegas, que escreveram frases fantásticas, estivessem aqui comigo, mas vou partilhar. Levaremos essa experiência para sala de aula e, quando estivermos discutindo o conceito de arte, de sentido, de significado, nós traremos essa experiência fantástica até os nossos alunos”, promete o professor.

A diretora artística do Museu Coleção Berardo, Rita Lougares, ressalta o papel fundamental da exposição para disseminar a cultura brasileira mundo afora. A mostra é formada por 76 peças que retratam a produção modernista no Brasil dos anos de 1920 a 1960. Para Rita Lougares, “um período pouco conhecido do modernismo brasileiro. Analisar assim em profundidade, com esta possibilidade de ter um olhar mais atento sobre o movimento não era possível, e tem sido com esta exposição”, explica a diretora.

A exposição começou o circuito itinerante em 2015 no Brasil. Passou por São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba e Rio de Janeiro antes de alçar voo para o outro lado do oceano Atlântico. Já recebeu mais de 22 mil visitantes desde que entrou em cartaz em Lisboa. A mostra segue na capital portuguesa até 11 de fevereiro. Depois, embarca para a Itália, onde poderá ser visitada de 23 de fevereiro a 5 de maio na Embaixada do Brasil em Roma.

Fonte: G1



NOTÍCIAS RELACIONADAS
19/01/2018
Lisboa considerada a melhor cidade do mundo para viver em 2018
19/01/2018
Portugal prevê realizar 1.400 ações culturais no estrangeiro
17/01/2018
Governo vai analisar precários na Lusa e na RTP
16/01/2018
Portugal disponível para apoiar criação de segundo centro de hemodiálise em Cabo Verde
16/01/2018
Um nome de referência da música portuguesa - Tozé Brito
16/01/2018
Exposição de moedas e lançamento de livro no Santander Cultural