home > notícias

MUNDO

09/04/2018

Guarda recebe em maio 5.º Fórum de Turismo Interno "Vê Portugal"

A Guarda recebe nos dias 07 e 08 de maio o quinto Fórum de Turismo Interno "Vê Portugal", que tem como objetivo debater o presente e o futuro do turismo nacional, foi hoje anunciado.

O Fórum de Turismo Interno, promovido pela Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal, realiza-se na Guarda depois de Viseu, Aveiro, Coimbra e Leiria terem recebido as sessões anteriores.

Ao promover a quinta edição da iniciativa, a Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal, presidida por Pedro Machado, pretende "conversar e debater o presente e o futuro do turismo interno".

Pedro Machado disse hoje, na Guarda, na conferência de imprensa de apresentação do programa, que o evento vai debater o mercado turístico interno que "está cá o ano inteiro" e que "representa 55% do mercado da região Centro".

"É um mercado que está cá o ano inteiro. Por isso, é muito relevante percebermos que estamos a disputar um mercado que tem mais de dois milhões de dormidas e que está 365 dias disponível para vir à região Centro", afirmou.

Disse também que o mercado interno é "muito diverso", pois consome gastronomia, turismo ativo, natureza, património, enoturismo e cultura.

O responsável considera ainda que o mercado interno "é provavelmente o melhor mercado para combater" a sazonalidade, a litoralidade e para aumentar a duração das dormidas dos turistas.

"A Guarda será, provavelmente, das cidades que tem melhor situação geográfica privilegiada para combater a ideia da interioridade e, cada vez mais, colocarmos o foco numa cidade e numa região da Serra da Estrela que tem aqui esta equidistância entre aquilo que é o litoral atlântico e aquilo que é a base do nosso primeiro mercado, que é o mercado espanhol", disse.

O vereador do turismo da Câmara Municipal da Guarda, Victor Amaral, destacou a importância da realização do quinto Fórum de Turismo Interno "Vê Portugal", por ser um momento "importante para a reflexão do turismo interno em Portugal".

O autarca sublinhou ainda que a Guarda entre 2017 e 2018 aumentou a afluência de turistas à cidade, sobretudo de espanhóis e de outras proveniências, registando também "um aumento" de israelitas.

Na opinião de Victor Amaral, o país precisa de "diversificar a sua oferta e de olhar para o interior", que em 2017 foi atingido pelo drama dos incêndios florestais.

O evento, dirigido a todos os interessados no setor turístico, vai decorrer no Teatro Municipal da Guarda (TMG) e, segundo a organização, à semelhança dos anteriores, deverá contar com cerca de 400 participantes.

Durante os dois dias dos trabalhos, atores e especialistas, nacionais e internacionais, na área do turismo irão dar o seu contributo em cinco painéis e uma mesa redonda, de acordo com o programa.

Destaques para a participação de Miguel Freitas, secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Francisco Martín Simon, Diretor-Geral de Turismo da Junta da Extremadura (Espanha), Domingos Xavier Viegas, coordenador do Centro de Estudos sobre Incêndios Florestais da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, João Paulo Catarino, coordenador da Unidade de Missão para a Valorização do Interior, e de Paula Araújo da Silva, Diretora-Geral do Património Cultural.

Fonte: Diário de Notícias



NOTÍCIAS RELACIONADAS
19/09/2018
Animação portuguesa candidata a nomeação aos prémios César
19/09/2018
RTP já tem Festival da Canção 2019 em andamento
19/09/2018
Semana das Culturas Estrangeiras em Paris com programação portuguesa
19/09/2018
Ronaldo: "Christianinho diz que vai ser melhor do que eu mas penso que será difícil"
19/09/2018
Mostra em São Paulo traz obras de Rafael nunca expostas no Brasil
19/09/2018
Turismo de Portugal volta a estar presente na mais importante feira de turismo São Paulo