home > notícias

MUNDO

05/11/2019

Galeria Raquel Arnaud - Deborah Engel: Vertigem

Em paralelo à exposição de Ding Musa, a Galeria Raquel Arnaud, em parceria com a carioca Portas Vilaseca, realiza no segundo andar a exposição “Vertigem”, de Deborah Engel. A artista apresenta relevos fotográficos inéditos. As imagens sobrepostas por colagens são feitas a partir de fotografias das fachadas de edifícios icônicos da cidade de São Paulo, cuja arquitetura se faz presente no cotidiano da metrópole. 

Para Diego Matos, que assina o texto da exposição, “Vertigem, termo que titula a exposição, é a tradução plástica e visual de Engel para a experiência do movimento espacial que vivenciamos ou elaboramos cotidianamente na cidade. É mais uma investigação em que a artista repete o uso dos dispositivos fotográficos e do procedimento preciso de colagem para construir imagens que trazem a matéria “espaço” enquanto imperativo de experimentação”, afirma.

Segundo a artista, “a exposição é um convite ao visitante a repensar a sua relação com a cidade ao ter o seu olhar dragado e ao mesmo tempo expelido pelas imagens que o acompanha nas andanças pela cidade de São Paulo”, comenta. 

Sobre a artista:

Deborah Engel propõe em sua pesquisa uma reinvenção da contemplação, tomando como interesse questões ligadas à fotografia expandida, à experimentação da perspectiva e do enquadramento, e ao cinetismo. Assim, amplia a função do mero registro representativo da realidade; e afirma uma nova função da fotografia na arte contemporânea, na qual o espectador possa ser provocado a questionar o mundo por intermédio da obra de arte. A artista lida com arte fotográfica, produzindo relevos que vistos frontalmente não deixam de ser percebidos como um plano, mas que ao serem acionados causam a experiência, tão poética quanto instintiva, da apreensão do real, por meio da visão de uma fotografia –que poderia ser um filme–; deixando-se emocionar por ela.

Com formação na Escola de Artes Visuais do Parque Lage – EAV, a artista realizou 9 individuais e 59 coletivas em sua breve, mas contundente trajetória. Recentemente expôs na Trienal Frestas, com curadoria de Daniela Labra, além de ter participado de salões como o Arte Pará. Fora do Brasil, circulou sua produção em mostras em Barcelona, Dubai, Lisboa, Pasto, Nova Iorque e Vigo. Possui trabalhos nas coleções da Fundação de Arte de Cerveira, onde recebeu um prêmio revelação e na Gilberto Chateaubriand/Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro.

Serviço:

Abertura: 26 de outubro, das 11 às 16h

Até 30 de novembro de 2019

Informações à Imprensa

Pool de Comunicação

Contatos: Marcy Junqueira e Martim Pelisson

Fone: 11. 3032-1599

marcy@pooldecomunicacao.com.br / martim@pooldecomunicacao.com.br

 

Fonte: Galeria Raquel Arnaud



NOTÍCIAS RELACIONADAS
05/11/2019
Concerto de guitarra portuguesa abre II Festival de Órgão
05/11/2019
Fernando Lemos: Ilustrações Literárias
05/11/2019
Gonçalo Byrne doa acervo com mais de 160 projetos à Casa da Arquitetura
05/11/2019
Arte no Brasil: uma história na Pinacoteca de São Paulo
05/11/2019
Anozero com obras de 39 artistas para provocar em Coimbra
05/11/2019
8 podcasts sobre artes visuais