home > notícias

MUNDO

22/06/2020

Festa do Livro volta aos jardins do Palácio de Cristal no verão em modo de distanciamento social

Alameda das Tílias irá receber mais de 80 editoras, livreiros, alfarrabistas, entidades públicas ou privadas, que ocuparão 120 pavilhões de 28 de agosto a 13 de setembro. Com o mote 'Alegria para o fim do mundo', o certame literário terá por curadores José Eduardo Agualusa e Anabela Mota Ribeiro. A banda sonora é assinada pelos Maus Hábitos

A Feira do Livro do Porto vai volta a ocupar os Jardins do Palácio de Cristal, entre 28 de agosto e 13 de setembro, e contará com a presença de mais de 80 entidades, entre distribuidores, editoras, livreiros, alfarrabistas, entidades públicas ou privadas, correspondendo a um total de 120 pavilhões. Tal como nas últimas edições, o certame literário de 2020 terá por palco central a Alameda as Tílias, mas em modo condicionado às condições sanitárias exigidas no contexto da covid-19.

A festa do livro e da leitura da cidade terá este ano o mote 'Alegria para o fim do mundo', transcrito da obra de Andreia C. Faria, tendo a programação o seu principal enfoque na valorização da língua portuguesa e dos poetas, escritores e artistas, com especial destaque para os que trabalham na ou a partir da cidade. A aprendizagem da pandemia vivida nos últimos meses será também transportada para a agenda da Feira do Livro, que promete ainda dar força à escrita e às vozes no feminino.

Em comunicado, a autarquia refere que nesta edição o programa está a ser desenvolvido por uma vasta equipa da empresa municipal Ágora, a quem se juntam a dupla de curadores convidados Anabela Mota Ribeiro e José Eduardo Agualusa. A Festa do Livro 2020 conta ainda com a participação dos Maus Hábitos, conhecido espaço de intervenção cultural da cidade, que desenhou um programa de Concertos de Bolso, já que a componente sonora será uma das apostas fortes da Feira deste verão. Os Concertos de Bolso esboçam um retrato do panorama musical na cidade, ao mesmo tempo que “manifestam um gesto de alento e incentivo às bandas e músicos de diferentes géneros e gerações, fragilizados pelas circunstâncias que pautam estes meses de verão e de digressões adiadas”.

A Câmara do Porto assegura que no novo capítulo de arranque da vida cultural na cidade estão asseguradas todas as medidas de higiene e distanciamento necessárias, que “não inibirão a Feira do Livro de continuar a ser um evento marcante para a cidade do Porto, onde à partilha de conhecimento se associam momentos de celebração e alegria”.

O programa completo com todas as novidades sobre a Feira do Livro do Porto 2020 será anunciado em breve pelo município.

Fonte: Expresso



NOTÍCIAS RELACIONADAS
06/07/2020
Lançada a primeira exposição digital de Arte Sacra do Brasil
06/07/2020
Canções, contos, filmes? Os desenhos de Manuel Vieira trazem isso tudo dentro deles
06/07/2020
Bienal de São Paulo adia edição deste ano para 2021 por causa da Covid
06/07/2020
Uma mostra para colocar Setúbal no mapa das artes performativas
06/07/2020
Morreu o escritor António Bivar, nome da nova dramaturgia do Brasil
06/07/2020
100 guitarras a tocarem juntas para os 100 anos de Amália