Notícias

You are here:

Coimbra eleita para presidir Associação das Universidades de Língua Portuguesa

A Universidade de Coimbra (UC) foi eleita para a presidência da Associação das Universidades de Língua Portuguesa (AULP), na assembleia geral realizada em Macau.

A assembleia geral da AULP elegeu “por unanimidade a Universidade de Coimbra para a presidência do conselho de administração para o próximo triênio”, que termina em 2024, informou a UC, em nota de imprensa enviada à agência Lusa.

O cargo vai ser exercido pelo vice-reitor da UC para as relações externas e ‘alumni’, João Calvão da Silva, por delegação do reitor, Amílcar Falcão, acrescentou.

Segundo a Universidade de Coimbra, a AULP, fundada em 1986, é composta por 131 membros dos oito países de língua oficial portuguesa – Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor -, assim como da Região Administrativa Especial de Macau.

A instituição “tem como missão promover a colaboração multilateral entre as universidades e institutos superiores dos países de expressão portuguesa”, aclarou, salientando que a AULP “tem estimulado programas de intercâmbio de alunos e docentes e estreitando as relações com a Comunidade de Países de Língua Portuguesa, da qual é observador consultivo”.

Citado na nota de imprensa, João Calvão da Silva considerou que a eleição representa um “reconhecimento inequívoco da Universidade de Coimbra como universidade por excelência de língua portuguesa”.

A eleição “constitui também um poderoso incentivo para a prossecução de um desígnio estratégico do reitorado de Amílcar Falcão: a afirmação crescente da língua portuguesa, elo de ligação de uma comunidade de países e povos que deve assumir uma centralidade política maior na nova ordem global”, salientou.

Fundada em 1986, a AULP é composta por 131 membros dos oito países de língua oficial portuguesa – Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, Timor – e da Região Administrativa Especial de Macau e tem como missão promover a colaboração multilateral entre as Universidades e Institutos Superiores dos países de expressão portuguesa.

Uma iniciativa baseada no compartilhamento e no desenvolvimento conjunto de recursos bibliotecários em português, como base para intercâmbio e cooperação entre universidades, é proposta da Universidade de Macau (UM) para criação de uma aliança bibliotecária acadêmica entre a região administrativa especial de Macau, na China, e os países de língua portuguesa.

Fonte: Mundo Lusíada

Share on facebook

Notícias Relacionadas