Notícias

You are here:

Minas Gerais abre escritório de representação em Portugal

Apostando na internacionalização do destino Minas Gerais, o governo anunciou que o estado é a primeira unidade da federação a contar com um escritório fora do país, a ser instalado em Portugal.

O anúncio foi feito pelo secretário de Estado de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira, durante a 50ª Reunião Ordinária do Conselho Estadual de Turismo (CET) na última semana.

De acordo com Leônidas Oliveira, o escritório tem a função de fomentar, junto à Secult e à Empresa Mineira de Comunicação (EMC), a estruturação da terceira fase de retomada das atividades turísticas no cenário pós-pandemia, a “Minas para o Mundo”, que deverá ser lançada no próximo ano.

“As primeiras fases da campanha de promoção do destino neste contexto foram o Minas para Minas e o Minas para o Brasil. Agora nos mobilizamos para alcançar o destaque internacional, conversando com players europeus, companhias aéreas, o trade em geral, operadoras, entre outros, para nos posicionarmos no mercado internacional e estarmos na vanguarda. Somos o primeiro escritório fora do Brasil, nem mesmo a Embratur tem”, ressalta o secretário.

Quem está à frente do escritório de Minas Gerais em Lisboa, capital portuguesa, é a jornalista Izabela Drumond Braga, que mora no país desde 2017. É mestranda em comunicação estratégica no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa (ISCSP-UL) e pós-graduada em comunicação estratégica.

O ponto de partida para promover o destino Minas Gerais em terras estrangeiras começa com o projeto Via Liberdade, rota turística e cultural que irá se estender pela BR-040, ligando as belezas, as histórias, a cultura e a arte de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Goiás e Distrito Federal.

Além de comemorar o bicentenário de independência do Brasil, o projeto celebra os 100 anos da Semana de Arte Moderna, em 2022.

Políticas do turismo

Além do anúncio do escritório internacional de Minas em Lisboa, a reunião do Conselho Estadual de Turismo deliberou a respeito de importantes questões ligadas ao fomento do turismo e da cultura em Minas Gerais. O encontro, realizado de forma remota, contou também com a participação da subsecretária de Turismo, Milena Pedrosa, e do subsecretário de Cultura, Maurício Canguçu.

Na pauta, foram apresentados alguns dos resultados do Programa Reviva Turismo, política pública da Secult que envolve ações de retomada do turismo em quatro eixos estratégicos (biossegurança, estruturação, capacitação e marketing do destino Minas Gerais).

Os conselheiros deliberaram sobre o projeto Cemig Sim, iniciativa da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) para promover o uso da energia solar com valores mais atrativos que os praticados pelo mercado de energia convencional. Também estiveram em pauta as ações do programa da Secult Descentra Cultura Minas Gerais, ampliando a transversalidade entre cultura e turismo no estado.

Já em julho, o Governo de Minas assinou um acordo bilateral de cooperação com a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (Aicep) para estreitar ainda mais os laços comerciais entre investidores dos dois territórios, fomentando novas possibilidades de parcerias e desenvolvimento econômico, durante visita do embaixador português ao estado.

No Espírito Santo

O governo do Espírito Santo também anunciou que planeja abrir um escritório de representação em Portugal. O embaixador Luis Faro Ramos está cumprindo visita ao estado, onde neste domingo visitou alguns pontos da capital Vitória.

Nesta segunda-feira, o embaixador participa do evento “Espírito Santo: as perspectivas e oportunidades da relação com Portugal”, que se realiza às 18 horas, no Palácio Anchieta, em Vitória, com transmissão em direto pelo Youtube: https://bit.ly/inovacaoedesenvolvimentoes.

A programação online contará com a participação do governador Renato Casagrande, e é prmovida pelo Governo do Estado do Espírito Santo e a Câmara Portuguesa de Negócios no Estado.

Fonte: Mundo Lusíada

Share on facebook

Notícias Relacionadas