Notícias

You are here:

Sabugal volta a promover campanha voltada para emigrantes

O município do Sabugal vai voltar a promover este ano uma campanha sobre os cuidados que emigrantes e residentes em outros pontos do país devem ter durante a sua presença no território para evitar contágios de covid-19.

“Vamos fazer como no ano passado, a tal campanha de colocar as viaturas em movimento nos primeiros dias de agosto [quando se prevê uma maior afluência de emigrantes na região] no sentido de os alertar, mas isso também vai depender muito da evolução da quarta vaga da pandemia”, disse hoje à agência Lusa o presidente do município do Sabugal, António Robalo.

O responsável lembrou que já existe o Certificado Digital Europeu, que permitirá aos emigrantes “circularem à vontade na Europa, depois de vacinados”, mas considerou que nunca é demais apostar na prevenção, porque alguns casos de infeção que surgiram até ao momento no concelho do Sabugal foram provocados por “gente que veio do estrangeiro e que infetou a família”.

A campanha de aconselhamento e de prevenção será feita em todo o território concelhio e também incluirá a publicação de avisos e de conteúdos nas redes sociais.

Aos emigrantes e residentes em outros pontos do país, o município do Sabugal, situado no distrito da Guarda, junto da fronteira com Espanha, irá apelar para que cumpram os conselhos da Direção-Geral da Saúde, como o distanciamento social e a utilização de máscaras.

A sensibilização será este ano mais fácil dado que, no verão do ano passado, “já houve uma aprendizagem” e as pessoas têm noção de que devem ter “algum cuidado” durante a sua estadia no território, vaticina António Robalo.

No entanto, o presidente da autarquia do Sabugal reconheceu que a presença de emigrantes no concelho, que denomina de “vitamina ‘E’”, é importante para a dinamização da economia local.

“Os emigrantes são a ‘vitamina E’. São eles que vão fazendo alguns negócios, vão marcando negócios e vão até abastecendo algumas empresas para o resto do ano”, justifica.

Por outro lado, lembra que o município não pretende condicionar a circulação das pessoas no território, dado que agendou eventos de animação para os meses do verão, que terão limitações e acesso condicionado, entre outras regras de segurança.

Fonte: Mundo Lusíada

Share on facebook

Notícias Relacionadas