Notícias

You are here:

II Fórum Luso-Brasileiro de Turismo e Negócios debateu retomada do setor

O II Fórum Luso-Brasileiro de Turismo e Negócios aconteceu em formato online entre os dias 23 e 24 de novembro, e contou com mais de 550 pessoas inscritas. O evento proporcionou a troca de experiências com relação a propostas, projetos e ações das instâncias de governança que visam a retomada sustentável do turismo e dos eventos nos destinos.

Com a iniciativa de reunir acadêmicos, profissionais e lideranças do turismo e dos eventos – tanto brasileiros, como portugueses, o II Fórum Luso-Brasileiro de Turismo e Negócios reuniu nomes importantes do setor. A abertura contou com a participação do Ministro brasileiro do Turismo, Gilson Machado. “Contem conosco para restabelecer e aumentar o fluxo bilateral de visitantes brasileiros e portugueses”, afirmou o ministro.

O ministro ressaltou ainda a parceria histórica entre Brasil e Portugal. “As viagens internacionais ao Brasil devem começar pela retomada com voos de Portugal, que sempre teve a maior conectividade do Brasil com a Europa. Então, o potencial para alavancar esse fluxo é imenso. Recebíamos cerca de 176 mil portugueses por ano no país e quase 94% tinham interesse em voltar, principalmente para destinos de sol e praia”, justificou Machado Neto.

Gilson também destacou a parceria com o país lusitano para o desenvolvimento do Revive Brasil – programa fruto de um acordo firmado em 2020 entre o Ministério do Turismo e o governo português, que busca promover a requalificação e o aproveitamento turístico de espaços públicos de valor histórico e cultural deteriorados ou subutilizados, permitindo a instalação de novos serviços a partir de concessões à iniciativa privada.

“Em agosto, o Brasil gerou 372 mil novos empregos de carteira assinada, dos quais 180 mil foram do setor de serviços, ligados ao turismo. O turismo de natureza é o que o mundo vai querer no pós-pandemia e nada se compara ao Brasil”, argumentou, citando, ainda, esforços federais para vacinar a população contra a Covid-19.

O evento, on-line e gratuito, foi uma iniciativa do Juiz de Fora Convention & Visitors Bureau (JFCVB) e da Federação dos Conventions & Visitors Bureau do Estado do Rio de Janeiro (FCVB-RJ), com o apoio do Ministério do Turismo; Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur); Entidade Regional Turismo Centro de Portugal; Universidade de Aveiro; Universidade Federal Fluminense; Centro Estratégico de Inovação Territorial de Portugal.

Trabalho em conjunto

Marco Navega, Presidente da FCVB-RJ, ressaltou a importância de mais uma edição do evento e ainda destacou a aproximação de líderes entre os dois países para fomentar projetos de sucesso. “Diante de tamanho êxito e aceitação do público-alvo no ano passado, tivemos a certeza que tínhamos que dar continuidade a esse trabalho de aproximação de líderes do turismo do Brasil e Portugal para fomentar projetos conjuntos”, falou.

Já Thais Lima, presidente do JFCVB, destacou a importância dos temas abordados no fórum para se criar possíveis cases de sucesso para o setor. “Esperamos com o evento apresentar estratégias técnicas e cases de sucesso que inspirem os gestores públicos e privados a encontrarem caminhos para a retomada sustentável dos seus negócios e destinos turísticos”, afirmou.

Heitor Kadri, gerente da assessoria internacional da Embratur, também participou do encontro e destacou que o turismo precisa ser trabalhado como política pública de estado, e não de governo. “Dessa forma teremos perenidade nas ações de desenvolvimento sustentável nas mais de 50 atividades econômicas envolvidas no setor”, frisou Kadri, que trouxe novas informações acerca das mudanças na Embratur de autarquia para agência – o que trará mais celeridade a promoção do Brasil no exterior.

O professor Carlos Costa de Portugal, mais uma vez demonstrou amplo conhecimento acadêmico e empresarial, mostrando os próximos passos que Portugal executará com previsões de uso de recursos financeiros, da ordem de 18 bilhões de euros para o próximo ano.

Participaram ainda Bernardo Cardoso (Diretor de Turismo de Portugal), Otávio Leitte (Deputado federal Brasileiro), Alexandra Baltazar (Visit Lisboa), entre outros nomes.

Os participantes ganharam um certificado assinado de forma conjunta pela Universidade de Aveiro (Portugal) e a Universidade Federal Fluminense (Brasil).

Fonte: Mundo Lusíada

Share on facebook

Notícias Relacionadas