Notícias

You are here:

Projeto “Esportes para a Vida” beneficia 120 crianças e adolescentes com prática esportiva e formação cidadã [EDP]

A prática esportiva tem potencial para formar cidadãos. Com essa mentalidade, o projeto “Esportes para a Vida” iniciou suas atividades nesta quinta-feira (25), na escola Padre Bernardo Murphy, em Mogi das Cruzes. Apoiada pelo Instituto EDP, organização que coordena as ações socioambientais da EDP, a iniciativa atenderá 120 crianças e adolescentes entre 07 e 17 anos. A escola está inserida na comunidade vencedora do Desafio das Comunidades Sustentáveis.

As atividades do projeto são baseadas na metodologia “Bate Bola com Cacau” (BBCC), desenvolvida por uma equipe multidisciplinar, atuando por meio de fundamentação teórica, esporte e cidadania e práticas esportivas.  As atividades sempre serão realizadas no contraturno escolar das crianças e adolescentes atendidos pelo projeto.

As ações são voltadas para a prática esportiva junto com arte-educação. Temas como direitos humanos são tratados por meio da educação através do esporte. Modalidades como futebol, vôlei, basquete, handebol, rugby, tênis de mesa e badminton são praticadas seguindo uma lógica de estudos que se inicia pelo contexto histórico, passando por jogos adaptados da modalidade, regras e fundamentos e o próprio exercício do esporte.

“A inclusão social por meio do esporte é uma ferramenta poderosa para formar cidadãos. Por conta disso, escolhemos apoiar o projeto Esportes para a Vida. Acreditamos que essa iniciativa ajudará no desenvolvimento físico, emocional, cultural e social das crianças e adolescentes atendidos”, explica Paulo Ramicelli, assessor de diretoria do Instituto EDP. 

 

Desafio Comunidades Sustentáveis

A comunidade onde está inserida a escola Padre Bernardo Murphy, em Mogi das Cruzes, foi a vencedora do Desafio Comunidade Sustentáveis. A ação teve como intuito conscientizar a população sobre a importância da sustentabilidade. A iniciativa envolveu 58 comunidades de São Paulo e Espírito Santo, que participaram de uma gincana ao longo de dois meses com o tema “Resíduos”. 

Os líderes comunitários receberam conteúdos educativos em módulos e compartilharam com o restante de seus grupos: “Introdução ao tema e à problemática do lixo”, “Resíduos Recicláveis”, “Resíduos Orgânicos” e “Outros Resíduos”. Em cada etapa, um desafio foi proposto às comunidades, que receberam pontuações de acordo com seu desempenho. O grupo com maior pontuação receberá uma premiação: uma benfeitoria na comunidade.  

A Comunidade Jefferson foi a vencedora com 2200 pontos, cerca de 40 alunos participaram do desafio. Cabuçu em Guarulhos, Calmón Viana em Poá, Novo Horizonte, também em Mogi e Maresias em São Sebastião completam o ranking das comunidades participantes com maior pontuação do Desafio.

 

 Relacionamento com a comunidade 

A EDP Brasil busca de forma contínua a cooperação e o diálogo com as comunidades para garantir o desenvolvimento sustentável da companhia. A principal plataforma de relacionamento é o Instituto EDP, que contribui para a inclusão social, qualidade de vida e bem-estar das localidades onde a EDP atua.

Por meio de programas que promovem acesso à cidadania, cultura, esporte e educação, o Instituto EDP vem cumprindo e atendendo ao seu propósito. A atuação ocorre por meio de pilares como: Educação Inclusiva, Transição Justa, Sociedade Saudável e Cultura Transformadora.

Sobre o IEDP

Desde que foi fundado em 2009, o Instituto EDP já investiu mais de R$ 130 milhões em projetos socioculturais que beneficiaram mais de 3 milhões de pessoas, em aproximadamente de 450 programas espalhados por todo o País. Somente em 2020, iniciativas apoiadas pela organização favoreceram mais de 400 mil moradores das comunidades do entorno das áreas de atuação da Companhia. O Instituto EDP tem como responsabilidade estruturar os investimentos e as iniciativas sociais da EDP em frentes ligadas à valorização da Língua Portuguesa, à educação, ao desenvolvimento local com geração de renda, ao empreendedorismo e ao voluntariado, por meio do esporte, cultura e saúde.

Fonte: Assessoria
Share on facebook

Notícias Relacionadas